Buscar
  • Dr. Raphael Kato

Incontinência Urinária




A incontinência urinária é um problema frequente que atinge principalmente mulheres acima de 50 anos de idade.


Basicamente existem 2 tipos de incontinência urinária e a diferenciação entre eles é fundamento para direcionar o tratamento correto. O exame realizada para o diagnóstico adequado é o estudo urodinâmico.

Explicamos sobre o ESTUDO URODINÂMICO num post separado, caso seja de seu interesse entender como funciona o exame.


CAUSAS


1. Incontinência aos esforços

- causa mais comum

- a perda de urina está associada aos esforços como tosse, espirro, risada ou atividade física

- sintoma comum após múltiplos partos normais

- causada pela fraqueza da musculatura pélvica

- tratamentos: fisioterapia pélvica, sling vaginal

2. Hiperatividade detrusora

- causada por uma contração INVOLUNTÁRIA da musculatura da bexiga (detrusor)

- pode ter como origem traumas raquimedulares, doenças neurológicas entre outros

- sensação de urgência urinária (não dá tempo de ir ao banheiro)

- tratamentos: medicamentos, botox intra-vesical


FISIOTERAPIA PÉLVICA - EXERCÍCIOS DE KEGEL





A fisioterapia pélvica é capaz de melhorar a incontinência de grande parte das pacientes e, caso seja necessária uma cirurgia, melhora o resultado da mesma no pós-operatório.



CIRURGIA DE SLING VAGINAL

  • é o tratamento de escolha para a correção da incontinência urinária aos esforços

  • com uma pequena incisão por dentro da vagina, é colocada uma fita chamada sling abaixo da uretra, garantindo a sustentação necessária para a musculatura pélvica controlar a perda de urina

  • em geral é necessário apenas 1 dia de internação e é recomendado um período de 2 semanas sem grandes esforços para uma completa recuperação





44 visualizações
  • Instagram ícone social
  • Facebook Social Icon
  • Google ícone social Places